Padre Reinaldo: a religião e o universo político

É papel da Igreja ajudar os fiéis para que tenham devido discernimento ao exercerem o direito de votar e estabelecer critérios gerais para que o fiel eleitor vote com responsabilidade, porque a decisão das urnas afeta o bem de todos.

A Verdade: onde?

Do ponto de vista da fé o homem é portador de uma lei fundamental inscrita no seu coração e que não o engana e nem permite esquecimento. Essa lei fundamental recorda o homem sobre aquela verdade que nem o tempo ou o espaço consegue silenciar ou apagar.

O peregrino de si mesmo

Somos iludidos e ludibriados de que a felicidade se constrói com a aquisição de bens diversos, com o acentuado consumismo, com as aparições frequentes nas redes sociais, com a falsa premissa de uma vida bem-sucedida.

A democracia tutela a religião

Espera-se que a Igreja, tal qual outras instituições, tenha o seu direito de expressão garantida, nas mais diferentes matérias, inclusive na dimensão política e social.

Padre Reinaldo: tempo de conversão cultural e relacional

Nosso mundo precisa urgentemente de uma conversão cultural e relacional, isto é, a democratização do espírito crítico construtivo, reforçando o que une e relativizando o que divide.